Pesquisa da ABERT mostra evolução de celulares com acesso à TV e rádio

 
O último levantamento da ABERT mostra que, atualmente, dos 235 modelos de celulares a venda no mercado, 179 (76%) vêm com rádio FM integrado. Apesar de corresponder à maioria dos aparelhos, a comparação com os três anos anteriores mostra uma queda na quantidade de celulares com FM embutido: em 2014/15, 79% tinham rádio e em 2016, 78%.
Uma das iniciativas da ABERT é incentivar a população a optar por celulares com acesso ao rádio e à TV na hora da compra, mas a pesquisa mostra que os fabricantes têm diminuído a produção de aparelhos com recepção de sinal FM. O diretor geral da ABERT, Luis Roberto Antonik, analisa a queda nos números com preocupação.

“Se o fabricante diminuiu a produção é porque o consumidor não tem procurado esse tipo de serviço. Cabe a nós, radiodifusores, ajudar na divulgação do rádio no celular e consumir produtos que tenham essa funcionalidade. Por exemplo, se a Apple não faz celular com rádio ou TV e não divulga seus produtos em nossos veículos, fica esquisito o dono de rádio usar um iPhone”, ressaltou Antonik. 

Já a quantidade de aparelhos com acesso à programação de TV permaneceu praticamente estável nos períodos analisados. Em 2014/15, 25 celulares (11%) vinham com televisão. Em 2016, o número caiu para 22 aparelhos e, em 2017, retornou para 25.

O estudo revelou ainda que é possível encontrar aparelhos com acesso à televisão e rádio por preços acessíveis. Desde o início de 2016, todos os celulares na faixa até R$ 300 têm rádio FM integrado. Na mesma faixa de preço, 22% dos celulares possuem recepção do sinal de TV. Este ano, também é possível encontrar 14 modelos com acesso à televisão na faixa de R$ 300 a R$700.

Outro ponto defendido pela ABERT é uma tendência observada em pesquisas nacionais e internacionais: os ouvintes utilizam cada vez mais os aplicativos para escutar sua programação favorita.
Antonik acredita que o ambiente virtual está prevalecendo: “No médio prazo, a rádio deveria dedicar grande parte de sua estratégia comercial para a internet. A ABERT criou o MobiAbert prevendo tendências, com objetivo de ajudar o radiodifusor a se adaptar às novas tecnologias. As rádios devem apostar nesse projeto”, concluiu.
Atualmente, o aplicativo para rádios da ABERT conta com 2,3 mil emissoras e permite ao ouvinte favoritar sua rádio e interagir com ela, via site, redes sociais e até Whatsapp.