Prezado Radiodifusor

 

Vivemos um momento particularmente difícil. O mundo está parando para combater um inimigo comum da humanidade, como disse o diretor-geral da OMS. Nossa atividade, capaz de mudar hábitos e de educar, tem literalmente agora o poder de salvar vidas.

 

Portanto, encaminhamos semana passada, solicitação de apoio às emissoras cearenses, para divulgação de um spot e um testemunhal com a assinatura da Acert,  podendo ter ainda  a assinatura desta emissora. Este material foi produzido pelo governo federal, foi enviado sem assinatura.

 

Para a veiculação, não há tempo determinado, nem número de inserções. Fica a critério de cada radiodifusor. Solicitamos, no entanto, que seja enviado o comprovante de veiculação precificado, pois é nossa intenção mensurar posteriormente o valor da colaboração que as emissoras cearenses estão doando neste momento particularmente difícil que todos estamos enfrentando. O mesmo será feito em outros Estados, através de suas associações de radiodifusão. Estamos todos mobilizados e envolvidos neste esforço de combate ao coronavírus.

 

Comunicamos que visitamos a Secom, em Brasilia, no último dia 6 de março, acompanhados das Associações da Paraíba e Pernambuco. Fizemos uma exposição dos resultados da veiculação da mídia federal, que tiveram enorme queda em 2019.  Mas nem por isso deixaremos de colaborar, neste momento de emergência, onde podemos atuar de forma definitiva para mudar a realidade. Nossa vocação inclui zelar pelas pessoas através da força do rádio. Buscaremos novas verbas de campanhas publicitárias depois.  Pelo encontro que tivemos, estamos confiantes de que nossos esforços poderão trazer resultados.

 

Paralelamente, pedimos encarecidamente  que os comunicadores utilizem  toda sua influência  junto à população, para conquistar a adesão de todos para a nova etiqueta de saúde. Só com boa informação e envolvimento coletivo conseguiremos mudar a tendência de crescimento exponencial do coronavírus no Ceará, que precisa ser estancada, pois não temos leitos e equipamentos suficientes nestas proporções. Lavar as mãos com água e sabão  durante 20” e com maior frequência, não levar as mãos ao rosto, manter 1,5m de distância das pessoas, evitar aglomerações, manter um distanciamento social, e outras medidas recomendadas podem reverter esta curva em crescimento exponencial.

 

Enviaremos uma série de informações e matérias jornalísticas que poderão alimentar o conteúdo das emissoras, com detalhamento sobre medidas de proteção, e também para proteção das próprias pessoas que trabalham na radiodifusão.

 

Esta é uma grande oportunidade para retribuirmos todo o carinho e confiança que nossos ouvintes sempre dedicaram às nossa emissoras e comunicadores. Podemos protegê-los com educação. Este é nosso grande desafio: mudar hábitos e salvar vidas. Tenho certeza de que a radiodifusão terá a capacidade de reverter a tendência dos números atuais desta pandemia. É uma questão de sensibilizar e tocar a alma das pessoas. E isso o comunicador faz como ninguém.

 

Melhores dias virão!

Muito Grata

Carmen Lucia Dummar Azulai

Presidente Acert/Sindatel

 

 

 

Create Account



Log In Your Account